terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Fronteira.



Kilometros, centímetros e milímetros.
E Entre nós a distancia do infinito.
Silêncio?
Provavelmente.
Mas nesse momento em um espaço de poucos Kilometros
Certamente milhares de cérebros gritam
Concebendo sonhos ,como os meus, de preencher,
Centímetros kilométricos como esses entre nós.
Ainda silêncio.
Se mais cinco segundos se passarem, talvez
Você saiba que meu calar fala de você.
Tento respirar.
Mas não consigo, malditos
movimentos involuntários.
Você ajeita o cabelo e sorri.
Silencio.
Só queria dizer.
É muito bom estar perto de você.

6 comentários:

  1. eu já fui daquelas pessoas que aderem ao silêncio, pra tentar se 'proteger' de qualquer coisa...
    Depois descobri que o silêncio te entrega muito mais...
    Em certas circunstâncias, é claro.



    Você anda muito romântico, Dé.
    e eu acho jovem!

    ResponderExcluir
  2. O silencio é novo na minha vida e foi uma excelente descoberta.
    É mto bom estar perto de vc tb.


    hehe

    ResponderExcluir
  3. Isso tá muito lindo, parece uma cena de cinema, feita de silencio e sensações,com muitos detalhes...

    ResponderExcluir
  4. Adorei!!!! Romantismo à flor da pele.

    ResponderExcluir
  5. visualizo a cena perfeitamente.
    o amor que um sente por outro,
    em um instante
    pode não ser o mesmo em que
    o outro te ama...
    mas a cena acontece, como deve acontecer
    cada atmosfera se preenche desse tempo
    dessa poesia.
    que bom viver esta cena com você,
    saber tudo isso perceber...

    sensível
    e
    jovem

    ResponderExcluir